Sala de Aula

O Dia-a-Dia na sala de aula, experiências,descobertas, sensações.

Receba nossas atualizações em seu e-mail!

Sala de Aula no Facebook

>

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Início de Ano Letivo - Adaptação na Educação Infantil

 (As opiniões expressas no texto abaixo são puramente pessoais. Quer enriquecer a discussão? Fique à vontade para comentar abaixo)




Mais um ano letivo iniciou e com eles muitas expectativas, dúvidas, certezas e promessas tanto por parte de professores, dos pais e principalmente das crianças. E para muitas crianças, esta é a primeira vez que vão à escola, ou seja, terão de se adaptar, aprender a conviver em um espaço novo e desconhecido até então. 



"Adaptação" é uma palavrinha que causa calafrios em algumas famílias (e em educadoras também); para algumas pessoas, lembra  outra palavra: “choro”.  Embora nem sempre seja assim. Muitas crianças choram... Mas  na hora de voltar para casa! 

O choro é uma reação natural da criança frente ao desconhecido, à incerteza. Vamos nos colocar, por um instante, no lugar da criança de quatro anos (mesmo que tenha frequentado unidades de educação infantil antes disso): Imagine-se, junto de uma pessoa a quem você ama, e que sempre ficou a seu lado. Seu porto seguro, aquela pessoa que sempre o (a)amparou, ensinou e ajudou a crescer. 

Um belo dia, essa pessoa avisa a você que a partir de uma determinada data, vocês terão de passar uma parte do dia separados, e você  não entende direito o porquê.  
   
Chega o tal dia, essa pessoa te leva a um lugar desconhecido, em uma sala cheia de pessoas de sua idade, as quais algumas você conhece, outras não. E uma outra pessoa, que você também não conhece, a qual lhe é recomendado que ouça e obedeça. 
 Você olha ao redor, vê algumas pessoas chorando, outras brincando e conversando, algumas sem reação nenhuma e  não entende ainda por que está aí. 

Com certeza, você se sentiria muito inseguro(a) e gostaria que seu ser amado voltasse logo, pois o ambiente lhe parece confuso. Você talvez conversasse com outras pessoas, talvez chorasse também, ou ficasse em um canto observando... da mesma forma acontece com as crianças. 

A maioria das crianças não chora por muito tempo, passam-se alguns minutos ou uma parte do dia letivo, e logo estão interagindo entre si ou observando o ambiente. (há casos de crianças que demoram até um mês para se adaptar, e mesmo depois da adaptacão há episódios ocasionais de choro).
   
Há crianças que, além de chorar, tentam fugir, afinal o ambiente desconhecido causa medo. Principalmente se as crianças não foram esclarecidas antes do primeiro dia de aula, sobre o que significa ir à escola. Por isso a importância de conversar calmamente com a criança, mostrando-lhe que estar nesse ambiente é algo bom, que ela irá aprender muitas coisas legais para seu crescimento, além de fazer amizades! 

Muitas (os) educadoras (es) se deparam com um dilema: permitir ou não que os pais das crianças fiquem com elas "um tempinho" na sala de aula, nos primeiros dias? 
Há que se analisar o quanto esse "tempinho" é bom ou prejudicial à criança. Há pais que mostram também insegurança - às vezes são eles que choram, em vez dos filhos - e neste caso é preciso sutileza para conversar com eles e fazer com que compreendam que esta atitude prejudicará a adaptação da criança. 

Porém, cada caso é um caso, e nada impede que nos primeiros dias os pais que tenham condições de fazê-lo, tragam a criança à unidade de Educação Infantil e fiquem um pouco na sala, conheçam o ambiente e depois de algum tempo se despeçam com calma. Também podem vir buscar o(a) filho(a) um pouco mais cedo, e a cada dia estender o tempo que a criança fica na escola sem suas presenças. 

Como escrevi antes, cada caso é um caso, e as(os) educadoras(es) precisam ter bom senso, sutileza e jogo de cintura para lidar com as diversas situações que envolvem o delicado processo de adaptação.  Delicado sim, pois a primeira vez em uma escola pode determinar como as crianças enfrentarão as etapas seguintes de um ciclo escolar que dura anos. 

(falaremos mais sobre o assunto em outras oportunidades) 

Para saber mais: 

Godoy, Bete. Acolhimento e Adaptação na Educação Infantil. (Postado no blog Silvana Lima Psicopedagogia Clínica e Institucional - Recomendo o blog!)

http://silvanapsicopedagoga.blogspot.com.br/2013/01/acolhimento-e-adaptacao-na-educacao.html  

Barreto, Luciani Gallo Machado;Silva,Neide da;Melo,Solange dos Santos. Adaptação na Educação Infantil. Um elo entre a criança, a família e a escola.  

http://www.webartigos.com/artigos/adaptacao-na-educacao-infantil/24544/#ixzz2Lxxld5S6


 

2 comentários:

  1. Olha só que material bacana! Fico contente pela contribuição, e vou ler tudo, com mais calma, nos próximos dias. Abraços e um maravilhoso 2014!

    ResponderExcluir

Fique à vontade para expressar suas opiniões, desde que com educação e bom senso. Respondo aos comentários aqui no blog.